segunda-feira, 29 de março de 2010

Serenata de amor

Segundo alguns psicanalistas, quando se apaixona, você não se relaciona com uma pessoa de carne e osso, mas com uma projeção criada por você mesmo, e a projeção que fazemos é de um ser absolutamente perfeito. Depois de um período a projeção acaba, e você passa a perceber de verdade a pessoa com quem você está se relacionando. Invariávelmente, algumas virtudes do parcero(a) vão embora junto com a projeção, outras ficam. Se o que for de cada um for suficiente pros dois a relação perdura, caso contrário...
Niguém sabe o que faz o ‘botãozinho’ ligar e iniciar uma nova projeção. O amor é inexplicável, mas tem umas coisas que você pode entender.

[Campanha publicitária do bombom Serenata de Amor]

5 comentários:

  1. Apesar de ser uma propaganda de chocolate, o amor é um misto de projeções e idealizações mesmo(não necessariamente de uma forma consciente). E por falar nisso, tudo que a gente vê, ouve, sente fica guardado na nossa memória, não tem como formatar esse HD. Mesmo que a gente não perceba, fica registrado, mesmo que no inconsciente. O fato de não sabermos não significa que não existe lá. Está tudo guardado, não só os traumas ou as coisas que trouxeram mais impacto, até mesmo porque não é a consciência que define o que causa mais impacto.

    ResponderExcluir
  2. Poxa, adorei seu blog! As cores, as palavras, os textos! Obrigada pela visita no meu, especialmente porque através disso pude achar o seu. Ganhou mais uma seguidora e visitante!

    ResponderExcluir
  3. Ah, e obrigada por juntar sua voz à minha canção! =)

    ResponderExcluir
  4. Putz,ela canta mau que só.....
    (risos).Te amo amiga!

    ResponderExcluir
  5. Ela não ficaria tão feliz se soubesse o tanto que eu canto bem ¬¬!
    hauhauhauhaua

    ResponderExcluir

E então???